Etapa de Porto Rico, penúltima do Circuito Mundial de Surf 2010, terá transmissão ao vivo dos canais ESPN

Action SportsTV Programming

Etapa de Porto Rico, penúltima do Circuito Mundial de Surf 2010, terá transmissão ao vivo dos canais ESPN

To Tweet this release: http://es.pn/9cjvRN

A atenção está voltada para Kelly Slater que pode conquistar o décimo título mundial de sua carreira

São Paulo, 04 de novembro de 2010 – Os canais ESPN transmitem, diretamente de Porto Rico, a penúltima etapa do Circuito Mundial de Surf, que acontece até a próxima quarta-feira, dia 10, em diferentes praias porto-riquenhas. A Rip Curl Pro – The Search tem a cobertura in loco feita por Caio Salles, Claudio Grillo, Pedro Oliveira, Edinho Leite e Raphael Silva, com matérias exclusivas nos telejornais, no site da ESPN (www.espn.com.br/surf), e a transmissão ao vivo do evento a partir das quartas de final. Além disso, os fãs do surf poderão assistir a um compacto de uma hora de duração no dia 10, a partir das 23h00, pela ESPN Brasil.

Porto Rico é uma ilha do território americano, próxima a costa da Flórida, nos Estados Unidos. Essa será a segunda vez na história que uma competição mundial de surfe acontece no local. Em 1968, Fred Hemmings venceu o World Surfing Champions na praia de Rincón. Desde então, os melhores surfistas do mundo não pisaram em solos porto-riquenhos para competir. Vale lembrar que Kelly Slater, nove vezes campeão do mundo, compete em casa, já que é dono de um refúgio na ilha e costuma surfar bastante naquelas águas. Essa é somente mais uma das vantagens que a lenda do surf tem nesta etapa. Mais importante que isso é a diferença de 9.250 pontos em relação ao segundo colocado, Jordy Smith, algo que deixa Slater a um passo da conquista de seu décimo título mundial.

Andy Irons

A etapa histórica, já que Kelly Slater pode ser responsável por um recorde no surf mundial, foi marcada por uma triste notícia. A morte do surfista Andy Irons, de apenas 32 anos, chocou o mundo dos esportes na noite desta terça (02). Irons foi tricampeão mundial de surfe e seu domínio no circuito foi um dos grandes fatores que motivou Slater a voltar ao esporte. Segundo o diretor da ASP (Associação dos surfistas profissionais), Renato Hickel, Irons chegou em Isabela, em Porto Rico, muito desidratado e com uma aparente virose. O surfista escolheu voltar para sua residência no Havai, mas durante uma escala, no Texas, foi impedido de embarcar devido ao seu estado de saúde. Assim, Irons se hospedou em um hotel para repousar e foi encontrado no dia seguinte morto.

Segundo o repórter da ESPN Caio Salles, a tristeza paira no ar e no mar de Porto Rico. Foi assim que as estrelas da modalidade entraram na água com suas pranchas na quarta (03) para prestar a última homenagem a Irons.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar