ESPN lidera audiência na TV por assinatura durante o Super Bowl 50

ESPN BrasilESPN InternationalFootballmultitelaNews and InformationTV Programming

ESPN lidera audiência na TV por assinatura durante o Super Bowl 50

Os dados de audiêndia da transmissão do Super Bowl 50 pela ESPN no domingo de Carnaval (07) comprovam o crescente interesse do público brasileiro pelo futebol americano. A final entre Denver Broncos X Carolina Panthers garantiu a liderança na audiência para a ESPN entre todos os canais de TV por assinatura segundo dados do Kantar Ibope Media¹.

Durante a partida, a ESPN obteve 62% de share² entre todos os canais de esporte na TV por assinatura, no público masculino entre 18 e 49 anos, com permanência média de 1h e 47 minutos no canal³. A análise da audiência revela ainda que de cada quatro pessoas que acompanharam o Super Bowl 50 pela ESPN, uma delas foi mulher⁴. Outro número de destaque está no crescimento do interesse da classe C pelo evento, com um total de 29,2% do público que acompanhou a partida pela ESPN.

Analisando o Super Bowl 50 e sua audiência por faixa etária, percebe-se que o esporte possui fãs entre todas as idades⁴. 27,2% dos fãs possui mais de 50 anos, 26,6% entre 35 e 49 anos e 22,6 entre 25 e 34 anos. Jovens entre 18 a 24 anos representaram 12,5% do público que acompanhou a partida.

Para João Palomino, Vice-Presidente de Jornalismo e Produção da ESPN no Brasil, o crescimento da modalidade no país tem influência do trabalho realizado pela ESPN: “O resultado reflete anos de investimento em fazer com que o fã de esportes fosse parte integrante de um evento deste tamanho. Quem gosta de esporte, se apaixona pelo que entende. Nós explicamos, e muita gente virou fã. É impressionante ver pessoas discutindo futebol americano como se o esporte tivesse tradição secular no Brasil”, destaca Palomino.

Nas salas de cinema, mais de 10 mil ingressos foram vendidos para a transmissão da partida em parceria da ESPN com a Cinelive, empresa que realizada a transmissão de conteúdo digital via satélite para cinemas. Comercializadas pelo terceiro ano consecutivo, o número de entradas ultrapassou a procura por ingressos no último ano, quando 8500 ingressos foram vendidos em todo o Brasil.

Entre os dias 11 de janeiro e 10 de fevereiro, período com partidas dos playoffs, finais de conferência e Super Bowl, o portal ESPN.com.br registrou mais de 1,3 milhão de usuários únicos. A hashtag #TudoPeloSuperBowl50, adotada durante a transmissão da final da NFL, atingiu mais de 170 mil tweets e entrou para os trending topics Brasil e mundial, reforçando o interesse do brasileiro pelo futebol americano e a interação com a segunda tela durante a partida.

Com a coincidência de data do Super Bowl com o Carnaval, muitos fãs que estavam longe de casa acompanharam a partida pelo WatchESPN, plataforma de vídeo on demand oferecida ao fã do esporte para assistir via smartphone, tablet ou desktop. Mais de 50 mil usuários se conectaram ao aplicativo ou acessaram o site para assistir à partida através de um dispositivo móvel.

No aquecimento para a próxima temporada

Enquanto a próxima temporada da NFL não tem início, no mês de setembro, com transmissão da ESPN, o canal reprisa a partir dessa semana os melhores compactos da última temporada que serão exibidos até o final do mês de abril. O fã do esporte poderá assistir nas noites de domingo, na faixa horária do Sunday Night Football, as mais emocionantes partidas do último ano, com reprises às segundas e quintas à noite, datas em que a ESPN tradicionalmente exibe a NFL. Entre maio e agosto, antes do início dos Jogos Rio 2016, a ESPN exibirá nos mesmos dias os destaques das 49 últimas edições do Super Bowl.

 

FONTES DE AUDIÊNCIA:

¹ FONTE: Kantar Ibope Media 15 mkts. Consolidado. Fev 7, 2016. 20:58 às 25:44.  ESPN. Homens de 18- 49 anos com TV Paga. Universo: 8,753,300.

² FONTE: Kantar Ibope Media 15 mkts. Consolidado. Fev 7, 2016. 20:58 às 25:44.  ESPN. Homens de 18- 49 anos com TV Paga. Universo: 8,753,300.

³ FONTE: Kantar Ibope Media 15 mkts. Consolidado. Fev 7, 2016. 20:58 às 25:44.  ESPN. Homens de 18- 49 anos com TV Paga. Universo: 8,753,300.

⁴ FONTE: Kantar IBOPE Media Brasil 15 mkts. Consolidado. Comparação do ADH% de Fev 7, 2016 20:58 às 25:44 vs. Fev 1, 2015 21:00 às 25:37.  ESPN. Indivíduos com TV Paga. Universo: 34.086.000.

 

Sobre a ESPN

A ESPN chegou ao país em 1989 e foi o primeiro canal de esportes da TV paga brasileira. Em 1995 a empresa criou o canal ESPN Brasil. Em abril de 2009, lançou o ESPN HD, em alta definição, que a partir de julho de 2012 passou a se chamar ESPN+, com uma programação diferenciada. As atividades da ESPN Internacional incluem televisão, rádio, impresso, internet, banda larga, internet sem fio, produtos de consumo, e gestão de eventos.

A empresa mantêm escritórios e/ou instalações de produção em locais-chave de todo o mundo incluindo Bangalore, Bristol (EUA), Buenos Aires, Cidade do México, Hong Kong, Londres, Miami, Melbourne, Mumbai, New York, Rio de Janeiro, São Paulo, Sidney e Toronto.  Desde 1983, ESPN (originalmente fundada em Bristol, Connecticut, em 1979) tem crescido ao redor do mundo, se estabelecendo como a marca líder mundial em esportes. A filosofia da empresa de crescimento global é a de sempre servir aos fãs do esporte e ser relevante localmente, com conteúdo e produtos que preencham sua grande paixão e dedicação.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar