Mesmo com menos jogos, finais da NBA registram maior audiência da história na ESPN

BasketballNews and InformationTV Programming

Mesmo com menos jogos, finais da NBA registram maior audiência da história na ESPN

As finais da NBA nesta temporada 2017/2018, mais uma vez transmitidas com exclusividade pela ESPN, bateram recordes históricos de audiência, com média 23% superior às partidas das finais do ano passado¹. Os fãs de esportes comprovaram que a NBA está entre as ligas de maior interesse do portfólio da ESPN, marca que exibe mais de 20 modalidades esportivas no Brasil.

“É gratificante acompanhar o crescimento da NBA no Brasil e saber que a ESPN colaborou muito neste processo, sendo parceira da liga no mercado brasileiro há mais de 25 anos. É motivo de orgulho para a ESPN perceber a identificação dos fãs de esportes com a nossa equipe e conteúdo, seja na TV ou no digital”, destaca German Hartenstein, diretor geral da ESPN no Brasil.

O Golden State Warriors superou o Cleveland Cavaliers por 4 a 0 na decisão da NBA, placar que não se repetia desde 2007, quando o San Antonio Spurs ganhou todas as partidas da série decisiva também diante da equipe de Cleveland que contava com LeBron James em seu início de carreira. A segunda partida das finais, no dia 03 de junho, registrou o pico de audiência da série e consequentemente o maior número de um jogo da maior liga de basquete do mundo no mercado brasileiro.²

Em mais um ano a ESPN esteve com equipe in loco para a transmissão das finais da NBA. Com seu estilo marcante e irreverente, Rômulo Mendonça narrou a ‘varrida’ do Golden State Warriors sobre o Cleveland Cavaliers diretamente dos Estados Unidos.

Conhecido pelo trabalho na NFL, Paulo Antunes esteve ao lado de Rômulo Mendonça pela primeira vez para comentar uma partida da NBA in loco e o repórter José Renato Ambrósio produziu material e entrevistas exclusivas com os jogadores dos Warriors e Cavaliers.
A ESPN segue com os direitos de transmissão da NBA garantido para a próxima temporada, mantendo a exclusividade das finais. A liga retorna no mês de outubro e a ESPN exibirá irá exibir mais de 170 partidas até o mês de junho de 2019.

FONTES:
1) Kantar IBOPE Media Brasil 15 mkts. Live. canal ESPN. RAT%. Pay-H18-49
2) Kantar IBOPE Media Brasil 15 mkts. Live. Program Filter: BAS NBA VIVO Comparação de AUD% entre os canais da payTV de Jan 01, 2014 – Jun 03, 2018 entre Pay-H18-49.

Sobre a ESPN
Líder mundial em esportes, a ESPN chegou ao Brasil em 1989 e foi o primeiro canal esportivo da TV paga no país. Referência em conteúdo multiplataforma e jornalismo de credibilidade, a ESPN conta com quatro canais nas operadoras de TV por assinatura do mercado brasileiro: ESPN Brasil (canal com destaque para as atrações do jornalismo como SportsCenter, Bate Bola, Bola da Vez e Resenha ESPN, além de grandes jogos do futebol internacional), ESPN (NFL, NBA, MLB, NHL, tênis e futebol internacional), ESPN+ (futebol internacional, eSports, esportes americanos, surfe, rugby, ciclismo e poker) e ESPN Extra (canal focado em eSports, esportes radicais e X Games).

O WatchESPN, plataforma disponível para iOS, Android e desktop, permite aos fãs de esportes assinantes de planos de TV por assinatura ou planos de internet banda larga o acompanhamento da programação dos canais em tempo real, além de oferecer mais de 600 títulos no acervo de conteúdo sob demanda. A marca ainda disponibiliza notícias e vídeos exclusivos via ESPN App e portal ESPN.com.br.

Fundada em Bristol, Connecticut, em 1979, a ESPN tem como filosofia servir aos fãs de esporte em qualquer hora e lugar. Atualmente a empresa oferece conteúdo aos fãs em mais de 60 países, nos cinco continentes. A ESPN é marca pertencente aos grupos The Walt Disney Company e Hearst Corporation.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar