Maior da história, audiência do Super Bowl cresce 26% na ESPN

NFL

Maior da história, audiência do Super Bowl cresce 26% na ESPN

A vitória do Kansas City Chiefs sobre o San Francisco 49ers por 31 a 20, domingo (2), em Miami, marcou a maior audiência da história de uma edição do Super Bowl na ESPN. O canal do grupo Disney foi líder na TV paga brasileira na noite de domingo, com audiência 26% superior em relação ao Super Bowl da última temporada.¹

No digital, a cobertura do Super Bowl, com conteúdos específicos, teve início imediatamente após as finais de conferência, em 19 de janeiro. O portal ESPN.com.br registrou o dobro de visitantes únicos e também duplicou o número de vídeos visualizados durante a semana da decisão da NFL.

Nas redes sociais da ESPN, diferentes formatos de ativação fizeram parte da cobertura do evento, que esteve entre os trending topics do Twitter na noite de domingo e atingiu a meta de 150 mil menções da #SuperBowlnaESPN, liberando um vídeo exclusivo da dupla Everaldo Marques e Paulo Antunes. Paralelamente à transmissão da partida, uma live descontraída nas redes sociais com o apresentador Luciano Amaral e os convidados Luciana Gimenez, Kéfera e Chicungunha (Desimpedidos) ajudou a promover o evento para o público jovem e que ainda não acompanha a modalidade.

Detentora da exclusividade da transmissão do Super Bowl e da NFL na TV brasileira, a ESPN teve equipe in loco para a cobertura do evento: Everaldo Marques na narração, Paulo Antunes e Paulo Mancha nos comentários, Fernando Nardini na reportagem para a TV e Gustavo Faldon na cobertura digital. Durante toda a semana do jogo, um média de 20 entradas diárias ao longo da programação foram realizadas pelos jornalistas, com participações em diferentes atrações do jornalismo dos canais ESPN Brasil e ESPN.

Pelo sétimo ano consecutivo, a partida teve mais uma vez transmissão especial para os cinemas. O narrador Rômulo Mendonça e o comentarista Antony Curti levaram emoções para mais de 100 salas de cinemas de diversos estados do Brasil.

Para clientes e parceiros, a ESPN ainda ativou o Super Bowl com uma grande festa em São Paulo. Mais de 1000 pessoas comemoraram a vitórias do Chiefs no tradicional evento de transmissão da partida realizado pela ESPN.

A nova temporada da NFL terá início em setembro de 2020 e contará mais uma vez com a transmissão da ESPN na TV paga.

FONTE DE AUDIÊNCIA: 

Techedge I TV Paga – Target Homens 18-49.  Crescimento Super Bowl: 03/fev/2019 vs. 02/fev/2020. Exibição do jogo ao vivo.Ranking de Pay TV – Domingo, 02/fev/2020 das 20h41 – 0h11

Sobre a ESPN:

Líder mundial em esportes, a ESPN chegou ao Brasil em 1989 e foi o primeiro canal esportivo da TV paga no país. Referência em conteúdo multiplataforma e jornalismo de credibilidade, a ESPN conta com quatro canais nas operadoras de TV por assinatura do mercado brasileiro: ESPN Brasil (canal com destaque para as atrações do jornalismo como SportsCenter, Bate Bola, Bola da Vez e Resenha ESPN, além de grandes jogos do futebol internacional), ESPN (NFL, NBA, MLB, NHL, tênis e futebol internacional), ESPN+ (futebol internacional, eSports, esportes americanos, surfe, rugby, ciclismo e poker) e ESPN Extra (canal focado em eSports, esportes radicais e X Games).

O WatchESPN, plataforma disponível para iOS, Android e desktop, permite aos fãs de esportes assinantes de planos de TV por assinatura ou planos de internet banda larga o acompanhamento da programação dos canais em tempo real, além de oferecer mais de 600 títulos no acervo de conteúdo sob demanda. A marca ainda disponibiliza notícias e vídeos exclusivos via ESPN App e portal ESPN.com.br.

Fundada em Bristol, Connecticut, em 1979, a ESPN tem como filosofia servir aos fãs de esporte em qualquer hora e lugar. Atualmente a empresa oferece conteúdo aos fãs em mais de 60 países, nos cinco continentes. A ESPN é marca pertencente aos grupos The Walt Disney Company e Hearst Corporation.

Etiquetas
Fechar